A língua francesa é a terceira das línguas românicas, em termos de número de falantes, como língua materna, depois do espanhol e do português, mas é a única com uma forte presença nos cinco continentes e a única com cerca de 600 milhões de falantes nativos, como primeira ou segunda língua. Em 2006 era a quarta língua mais falada no mundo com 520 milhões de falantes. Este aumento decorre maioritariamente do crescimento diário frenético da população de países africanos. Em 1999, o Francês era a 11ª língua mais falada no mundo. Na Europa, é falada por 72 milhões de falantes nativos (65 milhões na França e 4,5 milhões na Bélgica e na Suíça). Fora da Europa é falada por 10 milhões no Canadá, 8 milhões no Haiti (juntamente com o crioulo), 160-500.000.000 falantes que a usam como segunda língua e como primeira em alguns países, como no Congo Belga, na Costa do Marfim e nos Camarões. É língua oficial em várias comunidades e organizações, incluindo na União Europeia, no Comité Olímpico Internacional, nas Nações Unidas (é uma das línguas oficiais, juntamente com o Inglês, o Espanhol, o Russo, o Chinês e o Árabe). É a única língua oficial para a União Postal Universal. Antes da Segunda Guerra Mundial o Francês (e o Inglês) eram consideradas como línguas internacionais, especialmente nas áreas da diplomacia e línguas francas no comércio, navegação e transporte. Hoje em dia, o Francês é juntamente com o Inglês e o Espanhol uma língua forte na diplomacia. A Organização da Francofonia Mundial da UNESCO (OIF) conta com 57 países, estados e províncias, que têm o Francês como língua oficial e onde a minoria francesa é muito forte. O Francês é uma das duas línguas de trabalho da União Europeia e é a segunda língua estrangeira ensinada nas escolas da Europa, depois do Inglês. A distribuição global da população falante de Francês pode ser vista neste mapa.